O que gostaria de saber sobre hemodiálise?

 

Hemodiálise

Antes de mais, convém que seja explicado, para quem não saiba, em que consiste a hemodiálise. Aproximadamente 180 litros de sangue são filtrados e refiltrados pelos rins todos os dias. Em situações normais o rim produz cerca de 1,2 litro de urina por dia, podendo produzir mais caso haja ingestão de muito liquido e menos caso haja restrição hídrica. Nessa urina produzida vão todo o tipo de toxinas que são “dispendidas” pelo nosso organismo, pois a sua presença na corrente sanguínea poderia trazer graves problemas de saúde. Existem muitas doença que afectam gravemente o desempenho dos rins, resultando em insuficiência renal (aguda ou crónica) , e por isso o processo de “filtração” do sangue, normalmente nestes órgãos, tem de ser feito externamente, em máquinas preparadas para o efeito, as chamadas máquinas de hemodiálise.

 

800px-hemodialysismachine.jpg

 

 

Basicamente a separação por diálise é um processo lento que depende das diferenças entre o tamanho das partículas e entre os índices de difusão dos componentes coloidais e cristaloidais. Quando uma mistura é posta num recipiente de colódio, pergaminho, ou celofane e submersa em água, os iões e pequenas moléculas atravessam a membrana, deixando as partículas coloidais no interior do recipiente. Na hemodiálise, o sangue é obtido de um acesso vascular, unindo uma veia e uma artéria superficial do braço (cateter venoso central ou fístula artério-venosa) e impulsionado por uma bomba até o filtro de diálise, também conhecido como dialisador. No dialisador, o sangue é exposto à solução de diálise (também conhecida como dialisato) através de uma membrana semipermeável, permitindo assim, as trocas de substâncias entre o sangue e o dialisato. Após ser retirado do paciente e passado através do dialisador, o sangue “filtrado” é então devolvido ao paciente pelo acesso vascular.

hemo01.gif

 

 

As máquinas de hemodiálise possuem vários sensores que tornam o procedimento seguro e eficaz. Os principais dispositivos presentes nas máquinas de diálise são: monitor de pressão, temperatura, condutividade do dialisato, volume de ultrafiltração, detector de ar, etc. Uma sessão convencional de hemodiálise tem, em média, duração de 4 horas e freqüência de 3 vezes por semana. Entretanto, de acordo com as necessidades de cada paciente, a sessão de hemodiálise pode durar 3 horas e meia ou até mesmo 5 horas, e a freqüência pode variar de 2 vezes por semana até hemodiálise diária para casos seletos.

 

Fontes

http://www.nefroclinica.med.br/home/hemodialise

http://pt.wikipedia.org/wiki/Hemodi%C3%A1lise

~ por hiken em Dezembro 2, 2007.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: